folheados

folheados

Folheados, tão delicados Brilham como ouro no sol Enfeitam nossos pulsos, dedos E nos deixam mais belos, afinal.

Em cada detalhe, uma história De amor, de carinho, de afeto Tão singelos, mas tão grandiosos Embelezam qualquer dia cinzento.

Folheados, tão leves e finos Com o toque da pele se fundem E nos fazem sentir tão divinos Como se o mundo todo se inundasse de lume.

Peças únicas, tão requintadas Feitas com esmero e dedicação São mais do que meras bijuterias São símbolos de nossa admiração.

Folheados, jóias tão queridas Que fazem nossos olhos brilharem São pedacinhos de amor e vida Que jamais iremos esquecer ou abandonar.

Deixe um comentário